sábado, 30 de outubro de 2010

Poemas.

Da Observação
Não te irrites,por mais que te fizerem...
Estuda, a frio, o coração alheio.
Farás,assim,do mal que eles te querem,
Teu mais amável e sutil recreio...

Do Estilo
Fere de leve a frase...E esquece...Nada
Convém que se repita...
Só em linguagem amorosa agrada
A mesma coisa cem mil vezes dita.

Da Amizade Entre Mulheres
Dizem-se amigas...Beijam-se...Mas qual!
Haverá quem nisso creia?
Salvo se uma das duas,por final,
For muito velha,ou muito feia...

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial