quarta-feira, 14 de março de 2012

II SIELP – II SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA

II SIELP – II SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA

CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS NO GRUPO TEMÁTICO
Prezados,

Estão abertas as inscrições para apresentação de trabalhos nos Grupos Temáticos (GT) do II SIELP/2012.
Pelo segundo ano consecutivo, teremos espaço para a relevante discussão do processo de letramento de estudantes surdos, no GT ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ALUNOS SURDOS (resumo anexo), coordenados por mim e pela Profa. Maria Cristina da Cunha Pereira.
As inscrições para Comunicação em Grupo temático serão feitas pelo site: www.ileel.ufu.br/sielp até o dia 18 de março.
Solicitamos seu apoio na divulgação aos interessados.
Atenciosamente,
Sueli

ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA ALUNOS SURDOS
RESUMO:
O ensino da língua portuguesa para alunos surdos tem despertado o interesse de pesquisadores devido ao fato de que, diferentemente das crianças ouvintes, as surdas, filhas de pais ouvintes, chegam geralmente à escola sem uma língua adquirida, seja a de sinais ou a portuguesa. Até recentemente, com base na concepção de língua como código e na concepção comportamentalista de ensino de línguas, os professores selecionavam palavras e estas eram combinadas em estruturas frasais, obedecendo a uma ordem de complexidade morfossintática. Por meio de exercícios de substituição e de repetição, esperava-se que as estruturas frasais trabalhadas fossem memorizadas e generalizadas. Embora alguns alunos conseguissem produzir um texto bem estruturado, a maioria apresentava muitas dificuldades, resultando em frases desestruturadas, o que comprometia muitas vezes a compreensão de suas produções escritas. As dificuldades eram tão gerais que passaram a ser atribuídas à surdez. Nos últimos anos, pesquisas têm mostrado que é possível se obter melhores resultados no aprendizado da língua portuguesa por alunos surdos se os professores adotarem a concepção discursiva de língua e a concepção interacionista de ensino. Além disso, a língua portuguesa deve ser considerada segunda língua para os alunos surdos, o que pressupõe a aquisição da língua de sinais, primeira língua. A língua de sinais tornará possível a participação dos alunos surdos em atividades em que a escrita está presente. Por meio da língua de sinais, os alunos surdos poderão ter acesso ao conteúdo de materiais escritos, o que possibilitará o aprendizado da língua portuguesa escrita. Com base nestas idéias, é objetivo deste grupo temático discutir o ensino da língua portuguesa para alunos surdos. Para isso serão contempladas pesquisas que focalizem o ensino da língua portuguesa para alunos surdos nos diferentes níveis de escolaridade.





--
Profa. Dra Sueli Fernandes
Setor de Educação/DTFE - UFPR
Coordenadora do Curso de Graduação em Letras Libras
(41) 8862-1919 (41) 9937-6969 (41) 3310-2698




--
Profa. Dra Sueli Fernandes
Setor de Educação/DTFE - UFPR
Coordenadora do Curso de Graduação em Letras Libras
(41) 8862-1919 (41) 9937-6969 (41) 3310-2698

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial