quinta-feira, 5 de julho de 2012

Poema pontuado.


Eu sou o ponto de interrogação
pergunto,pergunto e tudo quero saber
- Quem sou eu, - quem é você?
Sou indicador de fala,
auxiliar do ponto de interrogação
sempre que ele quer perguntar
começa comigo o travessão.
Sou também o ajudante,
apareço antes de um travessão.
Sou os dois pontos
e também indico enumeração.
Que bom? Que bom? Que bom?
Sou o ponto de exclamação
Apareço sempre quando quero
Expressar minha admiração
EU SOU O PONTO FINAL
Pequeno,mas fatal.
Digo sempre a última palavra.
Fecho agora a última frase.
Basta, não digo mais nada.
(Benedicta A. C. Reis)

Marcadores:

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial