quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

O Município da Lapa

O Município da Lapa
Lapa, do latim, lápis – pedra, grota. Substituiu a denominação de Capão Alto pela presença, próximo a atual cidade, das formações areníticas, pedras, que formam a gruta do Monge, grota.
Não são muito positivos os dados históricos que possuem acerca da origem da povoação do Capão Alto. Entretanto, parece plausível que ela se tenha originado depois de 1731, em consequência da abertura da estrada de Curitiba á Viamão.
Naquele tempo iniciavam suas viagens, com seus comboios pelo caminho de Lages, os tropeiros que de São Pedro do Sul seguiam para Sorocaba. E tornava-se necessário fazer pouso nos arredores do Capão Alto, próximo as alturas que a lenda veio a consagrar, um século depois, ao monge. Era ali o final da etapa diária para aqueles que pela manhã deixavam as margens do rio Negro e que, ao entardecer, buscavam descanso. A meio caminho do rio Negro a Curitiba, estava a fadada a região a notável desenvolvimento, pois seria um ponto seguro para reabastecer os caminhoneiros que de longe vinham.
Foi o que compreenderam alguns aventureiros portugueses que, sem tardança, ali se foram estabelecer, não obstante o perigo que tinham a enfrentar com as incursões dos selvagens pelas vizinhanças. E, assim, no aprazível lugar onde a vista se perde no descampado verdejante, estabeleceram –se os primeiros, João Pereira Braga e a sua mulher Josepha Gonçalves da Silva.
Como os centros povoados ficassem distantes algumas léguas, cuidaram os povoadores de emprestar especial cuidado a agricultura a pecuária , dando lugar a que bem cedo se constatasse a fertilidade das terras e a riqueza dos campos da região.
Em consequência dessas provas foi-se aos poucos povoando o Capão Alto, de modo que em meados do século XVIII já grande era o numero de habitantes do lugarejo onde se erguia uma tosca capelinha sob a invocação de Nossa Senhora do Capão Alto, levantada pelos padres carmelitas do Tamanduá e que teve por primeiro vigário o reverendo João da Silva Reis, filho do primeiro casal que ali aportou. Em 1769 foi a povoação elevada a Freguesia pela Igreja, tão notável já era o numero de fieis.
Quando se realizaram as expedições de descoberta e exploração dos rios do registro, Tibagy,etc. por determinação de Afonso Botelho de Sampaio e Souza, estacionou no lugar uma companhia de auxiliares que recebeu a inspeção daquele coronel em 10 de Fevereiro de 1771, tendo o mesmo providenciado o mesmo que era preciso para aumento da nova freguesia .
Mais tarde, em 13 de junho de 1897, foi pelo governo da capitania de São Paulo criada a freguesia era a cada vez mais notável, despertando por isso nos povoadores a esperança de conseguirem a sua elevação a vila.
Contava já com trezentos e tantos fogos , apresentado aspecto agradável a vista, com suas ruas bem alinhadas, quando, em 1806, o seu comandante mandou edificar o prédio que deveria servir de Câmara e Cadeia. A seguir, os notáveis do lugar, tendo a frente o Capitão Francisco Teixeira Coelho, comandante das funções da freguesia, passaram procuração ao Cel José Vaz de Carvalho e Capitão José de Andrade e Vasconcelos para que qualquer deles solicita-se ao General Comandante da Capitania de São Paulo, a elevação da freguesia a vila, com justiça Ordinária e juiz de órfãos.

Marcadores:

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial