sábado, 4 de dezembro de 2010

http://www.magiagifs.com.br/amor/amorpage1a.htm



Não Faça Cerimônia, Senhor

©All rights reserveds to Luizinho Bastos
® Direitos reservados a Luizinho Bastos


Não faça cerimônia, Senhor.
Sente-se ao redor da fogueira para cear conosco,

pois aqui temos os peixes que pescamos,

os frutos que colhemos, o pão que repartimos, e podemos saborear

o delicioso vinho de nossas vinhas, portanto, fique conosco.

Não faça cerimônia, Senhor.

Venha caminhar conosco pela areia da praia

para contemplarmos as ondas do mar e o vôo mágico das gaivotas.

Vamos assistir juntos ao belo espetáculo do entardecer,

quando o sol mergulha no oceano.

Não faça cerimônia, Senhor.

Conte-nos uma parábola, entoe um cântico novo de alegria,
ensine-nos a dançar o balé da esperança,

declame um poema ao som do violão,

fale-nos das maravilhas do seu reino para fortalecermos

a nossa crença porque a vida não tem sentido sem sua presença.

Seja bem-vindo, Senhor.

Aproxime-se, tire as sandálias, fique à vontade

e espalhe sua energia em nosso meio,

abrace-nos com sua magnífica ternura.
Queremos contemplar o seu olhar e o seu sorriso,

ouvir a sua voz, segurar na sua mão
e festejar esse nosso encontro de paz.

Ainda que nos atrevamos a pensar ou dizer
que esteja triste porque esse mundo não lhe é fiel;
ainda que ousemos indagar ou supor que esteja com receio

de manifestar-se no trovão, na fotossíntese de uma planta,
na abelha que zumbe, no peixe que borbulha,
no sábio silêncio de uma anciã, no orvalho da manhã,
ainda assim, não faça cerimônia, Senhor.
Manifeste-se como, onde e quando quiser.
Continue sempre presente envolvendo-nos
com seu infinito amor.

Marcadores:

0 Comentários:

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial